Loading

09 marzo, 2017

#FeminiStrike Como a impunidade aumenta o feminicídio

Há 3 anos e 6 meses fui vítima de violência doméstica.

Entrei para as estatísticas.

Um ex namorado ciumento achou-se no direito de me espancar por 2 horas e meia, me manter em cárcere privado e ameaçar de me matar.

Fiquei dois dias no hospital com traumatismo craniano e ainda faço acompanhamento para stress pós traumático, e, mesmo eu sendo sua TERCEIRA vítima (abaixo segue B.O. de agressão a mãe do seu filho e um processo em Itajaí por violência doméstica contra sua então namorada, Nairane) o agressor continua ABSOLUTAMENTE IMPUNE. 

Qual parcela de culpa o Judiciário brasileiro tem no feminicídio? 

Quantas mulheres ainda terão que ser vítimas desse verme nascido de um ventre podre para que a Justiça seja feita?

O nome dele é Paulo de Tarso Casseb Abbas. O número do celular é +47 9988 8209. 

Senhor Promotor, Excelentíssimo Juiz da Primeira Vara de Piracicaba, eu espero uma resposta justa.

Espero há mais de 3 ANOS. 




"PIRACICABA

1a Vara Criminal
EDITAL DE CITAÇÃO
Processo Físico n°:
0003947-82.2014.8.26.0451
Classe Assunto:
Ação Penal - Procedimento Ordinário - Lesão Corporal
Autor:
Justiça Pública
Réu:
PAULO DE TARSO CASSEB ABBAS
Vítima
Regiana Queiroz Pereira Nunes Gonçalves Zanichelli
O(A) MM. Juiz(a) de Direito da 1a Vara Criminal, do Foro de Piracicaba, Estado de São Paulo, Dr(a). Ana Claudia Madeira de Oliveira, na forma da Lei, etc.
FAZ SABER a todos quanto o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem, especialmente PAULO DE TARSO CASSEB ABBAS, Rua Coronel Marcos Konder, 805, Centro - CEP 88301-303, Itajai-SC, RG 57513879, nascido em 09/09/1977, de cor Branco, Solteiro, Brasileiro, natural de Paranagua-PR, Técnico em Informática, pai LUIZ EDUARDO CASSEB DE OLIVEIRA ABBAS, mãe MARIA ELZY CASSEB ABBAS, por infração ao(s) artigo(s): Art. 129 § 9° do(a) CP, e que atualmente encontra(m)-se, o(s) réu(s), em lugar incerto e não sabido, que por este Juízo e respectivo cartório tramitam os autos da Ação Penal n° 0003947-82.2014.8.26.0451, que lhe(s) move a Justiça Pública, ficando pelo presente edital CITADO(A)(S) para responder(em) à acusação, por escrito, no prazo de 10 (dez) dias. Na resposta, o(a)(s) acusado(a)(s) poderá(ão) argüir preliminares e alegar tudo o que interesse à(s) sua(s) defesa(s), oferecer documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas, qualificando-as e requerendo sua intimação, quando necessário, nos termos dos Arts. 396 e 396-A do Código de Processo Penal, com redação dada pela Lei 11.719/2008, a respeito dos fatos constantes da denúncia assim resumidos: Consta do incluso inquérito policial que, no dia 09 de setembro de 2013, por volta das 20h50min, em uma chácara localizada na rua 31 de outubro, n° 520, Bairro Ondinhas, nesta cidade e comarca de Piracicaba, Paulo de Tarso Casseb Abbas, ofendeu
a integridade corporal e a saúde de sua então namorada R.Q.P.N.G.Z., causando-lhe lesões corporais.Segundo se apurou, os dosi namoraram durante cinco semanas. Na data dos fatos, a vítima encontrava-se no quarto digitando mensagens via celular, quando o denunciado adentrou e questionou-a com quem ela trocava mensagens, tndo a vítima se negado a dizer e revelar o teor da conversa, motivo pelo qual Paulo desferiu-lle um soco no rosto, agrediu-a com mais socos, pontapés, sendo que a vítima perdeu os sentidos. Quando recobrou os sentidos, constatou que o denunciado havia quebrado todos os telefones e o seu aparelho celular, tendo ele se dirigido até a cozinha, onde pegou uma faca e um espeto de churrasco, passando a ameaçar a furar os olhos da vítima e depois bateu a cabeça da ofendida contra a parede. O denuynciado pegou cacos de vidro e fez pequenos cortes em seu próprio braço, esfregando o sangue na camiseta da vítima. A vítima tentou se esconder no banheiro da residência, porém, o mesmo o seguiu e arrombou a porta. Quando o denunciado saiu para a parte externa da residência, a vítima localizou seu Ipad e através do facebook pediu socorro para sua amiga P.Z.L., que acionou a polícia, a qual quando lá chegou levou a ofendida para o pronto socorro. E como não tenha(m) sido(a)(s) encontrado(a)(s), expediu-se o presente edital, com prazo de 15 dias, que será publicado e afixado na forma da lei. NADA MAIS. Dado e passado nesta cidade de Piracicaba, aos 11 de maio de 2016."







Nessun commento: